Nova Zelândia, patrimônio da humanidade

Você está aqui

As paisagens da Nova Zelândia são tão especiais que foram internacionalmente reconhecidas como uma fonte insubstituível de vida e inspiração.

Patrimônios históricos são lugares reconhecidos pela UNESCO como detentores de espetacular valor natural ou de cultura para todos. Na Nova Zelândia, você pode explorar três grandes locais que são patrimônios históricos: Tongarido National Park, Te Wahipounamu e as Subantarctic Islands.

Tongariro: O maior presente

As montanhas têm grande significado espiritual para o povo maori. Sendo assim, o fato de que o chefe maori Te Heuheu Tukino IV presenteou a nação com três espetaculares montanhas vulcânicas em 1887 foi recebido como um grande gesto.

As montanhas (Ruapehu, Tongariro, Ngauruhoe) e as terras contíguas formaram o Tongariro National Park, que fica no centro de North Island. O reconhecimento como patrimônio histórico no início da década de 90, confirmou o grande significado natural e cultural dessa região,

que continua sendo vulcanicamente ativa até hoje. O Ruapehu Mount entrou em erupção em 1996, espalhando uma grossa camada de cinzas sobre suas encostas cobertas de neve. Próximo ao árido cume pedregoso de Tongariro, os lagos de cratera e o odor sulfuroso não deixam dúvidas ao caminhante sobre a natureza do terreno em que está pisando.

As trilhas para caminhada variam desde trajetos curtos passando por entre as florestas na planície até a famosa Tongariro Crossing, cujo percurso leva oito horas. As caminhadas noturnas incluem a trila Round the Mountain, que oferece um percurso com duração de quatro a seis dias, percorrendo as encostas mais baixas do Mount Ruapehu. No inverno, duas grandes pistas de esqui funcionam nessa montanha.

Te Wahipounamu: Montanhas, florestas, fiordes e geleiras

Te Wahipounamu engloba vários parques nacionais no sudoeste da Nova Zelândia - Aoraki/Mt.Cook, Fiordland, Mt. Aspiring e Westland National Park. A área se estende por 26.000 quilômetros quadrados de florestas remotas, montanhas cobertas de neve, íngremes vales glaciares e fiordes costeiros. Em 1990, foi reconhecida como um patrimônio histórico por incluir alguns dos melhores exemplares da flora e da fauna originadas no pré-histórico continente de Gondwana.

Voos panorâmicos oferecem perspectivas em larga escala dessa magnífica parte do mundo. Safáris de lancha são uma forma empolgante e instrutiva de se chegar rapidamente a algumas áreas muito remotas.

O Departamento de Conservação gerencia uma ampla rede de pequenos trajetos para caminhada e trilhas de caminhada noturnas. Famosas caminhadas com duração de vários dias, como Routeburn, Hollyford e Milford, levarão você para dentro de vales cercados por florestas e de imponentes passagens em montanhas. Você poderá passar a noite em cabanas comunitárias ou fazer roteiros turísticos guiados, que incluem refeições gourmet e acomodações relativamente luxuosas.

O Aoraki Mount Cook, o pico mais alto da Nova Zelândia, oferece várias trilhas de caminhada, com início próximo à vila, incluindo uma trilha de uma hora de duração que possibilita ver a espetacular Tasman Glacier. Esse antigo vale de gelo tem 26 quilômetros de extensão e até três quilômetros de largura. No verão, o Mount Cook Lily, um grande e lindo ranúnculo, acrescenta um toque de suavidade ao rústico ambiente alpino.

Partindo da costa oeste, curtas caminhadas levam às encostas terminais das Fox e Franz Josef Glaciers. Voos panorâmicos, com pouso no cume coberto de neve e gelo, são uma alternativa às mais extensas caminhadas guiadas até as geleiras.

Milford Sound foi esculpido na rocha por geleiras pré-históricas. As encostas imensas e quase verticais desse fiorde fazem com que os grandes navios de cruzeiro pareçam pequenos brinquedinhos. Cachoeiras caem de uma altura de mais de 150 metros em direção a águas cristalinas. Golfinhos, lobos-marinhos e pinguins são frequentemente vistos na longa baía de 16 quilômetros. Os caiaques e os cruzeiros diurnos são opções para explorar Milford Sound.

Subantarctic Islands: Arcos no Southern Ocean

Satisfeitos com seu quase anonimato, cinco primitivos grupos de ilhas se localizam no Southern Ocean, a sudeste da Nova Zelândia. Frágeis e varridas pelo vento, essas lindas ilhas abrigam significativas populações de muitas espécies raras, como o albatroz-real-meridional, o pinguim-de-olho-amarelo e o leão-marinho da Nova Zelândia (de Hooker).

Juntas, as Bounty Islands, Antipodes Islands, Snares Islands, Auckland Islands e Campbell Island abrigam 126 espécies de pássaros, incluindo cinco aves marinhas que não se reproduzem em nenhum outro lugar do mundo. Todos os cinco grupos de ilhas receberam o status de Patrimônio Histórico Mundial em 1998.

Visitar essas ilhas é um raro privilégio carregado da considerável responsabilidade de garantir que esses ecossistemas incomparáveis permaneçam preservados. Expedições guiadas estão disponíveis em embarcações específicas para esse fim, com o número de passageiros cuidadosamente controlado.

Localizar & reservar voos