Nevis Valley

Você está aqui

Visite um vale remoto do interior do país e siga o rio, atravessando paisagens deslumbrantes repletas de relíquias da mineração do ouro. Um piquenique ao lado do rio ou pesca com mosca de truta.

O Nevis Valley foi usado originalmente como rota pelo povo Maori. Os primeiros colonizadores europeus instalaram suas fazendas no vale e, em 1862, um trabalhador agrícola Maori encontrou ouro no rio. Anos mais tarde, mineradores pioneiros decidiram investigar relatórios sobre a descoberta e logo ficaram ricos. Os esforços para manter o segredo falharam. Estava dado o início à corrida do ouro no Nevis Valley.Poupados pela distância do vale, os restos de diversas construções rochosas da mineração do ouro oferecem uma ideia fascinante da perseverança e ingenuidade dos primeiros pioneiros. As relíquias incluem tudo, desde o cemitério e as construções de ocupação até um galpão para tosa e a primeira cabana de esqui.Hoje, somente a família da Ben Nevis Station ocupa a área. Por isso, ela parece muito isolada. As montanhas altas erguem-se por todo o vale. A oeste estão Remarkables e Hector Mountains e, a leste, a Old Woman Range. Alimentado por diversos riachos, o Nevis River serpenteia pelo amplo fundo do vale. De Cromwell, a estrada não pavimentada que leva a Nevis Valley ergue-se 1.300 metros sobre Duffers Saddle antes de descer para correr ao longo do rio. Nevis Valley tem duas seções, uma inferior e outra superior, separadas por um desfiladeiro. Quando o vale não está coberto pela neve, os veículos com tração nas quatro rodas e as bicicletas de ciclismo para montanha podem seguir pelo desfiladeiro e pela parte superior do vale, atravessando diversos vaus, antes de se erguer sobre as Hector Mountains até o povoado de Garston, ao sul do Lake Wakatipu.
Localizar & reservar voos