Nova Zelândia e o "bach"

Você está aqui

Na Nova Zelândia, bach (pronuncia-se "batch") significa "casa de férias". Localizadas à beira do mar, rio, lago ou floresta, as casas de férias são perfeitas para esticar as pernas.

Uma breve história sobre o bach

Abreviação de "bachelor pad", a palavra "bach" está profundamente incorporada na psique quivi; a menos que você seja do sul de South Island, onde eles usam a palavra "crib" ao se referir a uma cabana de férias.

Após a Segunda Guerra Mundial, estradas melhores tornaram locais remotos mais acessíveis, e assim os neozelandeses começaram a construir cabanas de férias a esmo pelo país em locais maravilhosos. No passado, um bach era "algo que você mesmo construía na terra que não lhe pertencia, com materiais emprestados ou roubados". Você ainda vê algumas desses baches originais, firmes, se recusando a desmanchar, nas cidades praianas da Nova Zelândia. Feitos de ferro corrugado, fibrolita e madeira reutilizada, são sempre pintados com cores malucas. O mais autêntico ainda terá um banheiro to tipo "fossa" nos fundos.

Felizmente existe a evolução

No decorrer dos anos, a maioria dos baches da Nova Zelândia evoluiu para confortáveis casas de férias em terra legitimamente adquiridas. Alguns até se transformaram em mansões com garagens para quatro carros, uma praia privativa e um ancoradouro para o super iate.

Por outro lado, basicamente, os baches são mobiliadas com objetos que eram da "casa principal". Elas são como museus de família, repletas de móveis incomuns, quinquilharias e enfeites engraçados de décadas passadas.

Outros se tornaram projetos de decoração de interiores, completos com a coordenação integral de cores e acessórios de grife. Se você procurar por "reservas de baches" em qualquer um dos websites da Nova Zelândia, verá uma gama completa desse tipo de cabana: dos tons claros de laranja e marrom dos anos 70 ao minimalismo superelegante.

Às vezes, os baches recebem apelidos, que são pendurados em uma placa na porta da frente. Nomes clássicos incluem Duck-Away Cottage, Works End, Lazy Dayz e Thiseldome ("this will do me").

A vida é como um bach

O que você faz em suas férias no bach depende da localização em que ele se encontra. Se ele estiver nas praias de um lago alpino em Southern Alps, o inverno envolverá esqui e snowboarding, enquanto o verão apresentará opções de caminhada, passeios de bicicleta, pescaria e iatismo. Se o bach estiver na praia, durante nove meses do ano (primavera, verão e outono), você estará na beira do oceano ou dentro dele. Certos aspectos da vida em um bach são comuns a todos: churrasco, dormir a qualquer hora do dia, não se preocupar com o vestuário (sandálias e shorts são as peças de praxe) e aproveitar o ar puro a cada oportunidade

A vantagem do bach

Por quê você reservaria um bach em vez de um hotel convencional ou à beira da rodovias? Há duas razões importantes: custo e localização.

Custo: Dependendo da época do ano em que você estiver visitando, um bach com três quartos em Northland subtropical pode custar $80 por noite. No outro lado desta perspectiva, uma casa cinco estrelas de frente para a praia com quatro quartos em Mount Maunganui custará, por noite, $275 na baixa temporada e $550 na alta temporada.

Localização: Você pode descobrir partes da Nova Zelândia que são muito pequenas e muito remotas para abrigar um hotel à beira de rodovias ou até mesmo uma área de acampamento. Algumas dessas regiões são, Waitete Bay em Coromandel Peninsula, Nine Mile Beach em Westland e Anaura Bay em East Cape.

Outro motivo para incluir uma cabana de férias em suas férias na Nova Zelândia é o equipamento. As cabanas de férias geralmente incluem bicicletas, pranchas de surfe, equipamentos de pesca, caiaques e botes que podem ser usados durante sua estadia. Você ainda pode descolar uma piscina de spa!

Principais locais com baches

Os baches não estão restritos a áreas remotas da Nova Zelândia. Nas principais cidades turísticas, como Rotorua, Lake Taupo, Hanmer Springs e Queenstown, os baches particulares estão espalhados por toda a parte.

Para começar, eis algumas joias do baú da terra quivi dos baches:

  • Beachside Cottage, Halfmoon Bay, Stewart Island. Ideal para quem deseja resgatar a simplicidade da vida. Observar as vistas panorâmicas do mar e os barcos de pesca em seus afazeres diários são um verdadeiro colírio para os olhos. Caminhe pelas trilhas e aprecie a mata nativa, as praias e a vida selvagem.
  • Marlin Maison, Russell, Bay of Islands. Uma pequena casa de baleeiros de 1926 belamente renovada para oferecer um espaço amplo com vistas fantásticas para o oceano.
  • Black Sands Lodge, Piha, Auckland. Uma cabana com um só quarto localizada em um jardim de árvores nativas da Nova Zelândia. A um minuto de caminhada da famosa Piha Beach.
  • The Shack, Lake Rotoiti, Rotorua. Um alojamento de pesca kauri original da década de 1920 às margens do lago. Completo com praia, cais e galpão para barcos.
  • Streamside, Tokaanu. Uma casa com dois quartos situada à direita da orla de Tokaanu Stream. A base perfeita para pescar no Tongariro River, fazer rafting por águas claras, caminhar pela Tongariro Crossing, esquiar no Mt Ruapehu ou explorar a extremidade sul do Lake Taupo.
  • Karamarina Bay, Kenepuru Sound, Marlborough. Refúgio romântico em uma praia isolada que permite nadar com segurança. Aves, vaga-lumes, pescaria, botes e canoas.
  • Carinya, Hanmer Springs. Oferece vista panorâmica do Hanmer Valley ao sul e a Conical Hill ao norte. Vistas de montanhas cobertas de neve. Nos meses de inverno, abra uma garrafa de vinho de uma das vinícolas locais e relaxe no spa ao ar livre.
  • The Black Shack, Lake Hawea. Vistas extraordinárias do lago Hawea e das montanhas ao redor. Um belo jardim de camélias e rododendros com vários caminhos.
Localizar & reservar voos