Vinícolas de Central Otago

Se o vinho for sua paixão, você perceberá rapidamente por que a pinot noir de Central Otago é tão elogiada. O clima e o solo combinam tão bem que criam mágica dentro da garrafa.

Central Otago tem um clima que proporciona uma alta variação de temperaturas e é propício ao cultivo de uvas. Os dias quentes e ensolarados do verão terminam com tardes mais frescas e o longo outono é ensolarado e frio. Seu solo rochoso foi formado por antigas geleiras. Ele contém o precioso loess, um sedimento calcário depositado pelo vento que produz excelentes vinhos. O solo também contém altos depósitos minerais que contribuem para a característica única de cada um dos vinhos. Não chove muito e o vasto fornecimento de água que vem dos Southern Alps próximos permite um controle perfeito de umidade através de irrigações meticulosas. Todas essas condições ideais foram reconhecidas pelos melhores produtores de vinho no fim dos anos 80. Naquela época, um grande vinhedo foi plantado pelo francês Jean Desire Feraud na terra que comprou após ter encontrado ouro, próximo à cidade de Alexandra. Porém, os neozelandeses eram, em sua maioria, apreciadores de cerveja e a agricultura limitava-se à criação de ovelhas e laticínios. Até os anos 80, Central Otago ainda não havia descoberto seu novo ouro - o vinho.Seus vinhos, principalmente o pinot noir, são agora procurados por pessoas em todo o mundo. Os vinhedos premiados e o estilo de vida local têm atraído alguns dos chefs mais talentosos para a região, portanto, as experiências gastronômicas são tão divinas quanto as paisagens e o vinho.
Localizar & reservar voos